Blog So Cute

Bate-papo no provador com Bruna Vieira

Dona de um dos maiores blogs voltados para o público adolescente do Brasil, o Depois dos Quinze, Bruna Vieira conquistou reconhecimento aos poucos e graças à inspiração trazida por uma desilusão amorosa.

Conversamos com a blogueira durante uma visita a So Cute de São Paulo, e tivemos certeza de que, hoje, aos 22 anos de idade, ela está mais do que recuperada. Atualmente, a mineira já contabiliza mais de um milhão de seguidores, seis livros publicados e é autora de uma coluna na revista Capricho.

Animadíssima e esbanjando felicidade, Bruna é espontânea ao falar sobre os temas que fazem parte do seu universo. E entre uma foto e outra, ela nos contou sobre a sua relação com a moda e os planos para o futuro como escritora.

Qual é a sua relação com a moda?

Eu gosto muito de moda. Mas, principalmente, gosto de me divertir com a moda. Eu acho que ela tem um papel forte de expressar sentimentos. Ainda mais na adolescência, naquela fase que a gente se sente rebelde e quer usar maquiagem escura e jeans rasgado. Eu encaro como uma ferramenta de expressão.

É adepta das tendências ou tem um estilo próprio?

Então, se hoje todo mundo tá usando uma tendência que não me agrada, eu não vou usar. Sou muito de aderir a uma peça depois que ela sai do boom, sabe?! A meia-arrastão é um bom exemplo, é uma peça famosa da minha adolescência, e que agora eu estou superusando por baixo do jeans. Sobretudo, acho que a gente não pode deixar a moda nos limitar.

Em qual peça da moda dos últimos tempos você investiu e hoje não voltaria a usar?

Salto! Eu amava salto quando era adolescente, acreditava ficar mais elegante. Usava muito plataforma, achava mais seguro, hoje acho que é o mais fácil de virar o pé. Mas agora, que sou adulta, eu só quero usar tênis, prezo demais pelo conforto. Então, sempre que planejo um look, eu penso: “Hmm...mas será que tem uma opção confortável pra usar junto?”.

 

Qual a diferença do guarda-roupa da Bruna de antes dos 15 para o de agora?

Mudei muito. Meu guarda-roupa era muito o reflexo da Bruna daquela época. Eu era do interior, sentia que tinha que vestir coisas diferentes para as pessoas acharem que eu, realmente, era diferente. Antigamente eu não tinha acesso a tanta informação como tenho hoje, morando em São Paulo e viajando mais. Eu vejo muita novidade de moda, e ideias de look que posso trazer pra minha vida. Aqui em São Paulo todo mundo tem um estilo mais original, então não sinto a necessidade de me destacar que eu sentia antes.

Você diz que seu tempo é basicamente dividido entre atualizar o blog e ouvir música boa. O que você tem escutado?

Eu gosto muito de montar playlist no Spotify. Sou fã de pop, e já estou viciada na música nova da Katy Perry. E eu amo descobrir, então se estou num restaurante e ouço uma música que gosto, eu corro pra ligar o aplicativo para descobrir quem canta e fuço até achar tudo da cantora. Olha, se quiser saber o que eu tô ouvindo é melhor dar uma passada no meu Spotify, faço uma lista de músicas todo o mês.

Já tem planos para o futuro do blog?

Na internet tudo muda muito rápido, né?! Há cinco anos a gente nunca ia imaginar o alcance do Youtube, por exemplo. Eu adoro estar na internet porque ela é democrática, a gente pode focar em se divertir, é ótimo! Minha ideia basicamente é continuar fazendo conteúdo pro meu publico e passar mensagens positivas para as pessoas. Como? Bom, a gente vai para onde a internet nos levar!

Planeja escrever outros livros?

Meus fãs cobram muito a parte três da trilogia “Meu primeiro blog”, mas eu preciso parar ao menos três meses para produzir o conteúdo. E agora eu resolvi viver esse momento do intercâmbio e focar no inglês. Eu quero lançar no Natal, mas prometi a mesma coisa ano passado...rs. Eu continuo gostando muito de escrever, faço muitos textos, e talvez até lance um livro antes disso. Mas meu projeto principal é a continuação deste que as meninas tanto cobram

 

Quero compartilhar
Anterior Próximo